terça-feira, 22 de abril de 2014

Autoridades do município conversam com Secretário sobre cisternas


O Secretário do Trabalho e do Desenvolvimento Social do RS, Edson Borba, recebeu na tarde de quinta-feira, 17, a visita do vice-prefeito Bebeto, do Secretário de Planejamento, Toninho Veleda, e do vereador Valter Lima.

A reunião teve como objetivo tratar sobre os problemas e obstáculos que vem impedindo a execução do projeto cisternas, não apenas em Herval, mas nos 13 municípios que aderiram ao projeto.

Na ocasião, as autoridades municipais manifestaram ao Secretário a preocupação em relação ao projeto cisternas, tendo em vista que a prefeitura já tomou todas as medidas que lhe competiam para tirar o projeto do papel, porém a iniciativa não decola, em razão do atraso nas capacitações dos construtores e beneficiários das cisternas, algo previsto no projeto e que está a cargo de uma empresa contratada pelo governo do estado para esse fim.

Segundo o Secretário Toninho Veleda, “como o recurso foi repassado às vésperas do último período eleitoral, esse fato gerou uma forte politização do projeto, algo que acirrou os ânimos da oposição no Poder Legislativo e atrasou o processo. No entanto, depois de superada essa etapa, as coisas não avançaram como o esperado, e mesmo tendo realizado as mobilizações nas comunidades e a licitação para a comprados materiais há quase um ano, o projeto emperrou na falta das capacitações que devem ser realizadas por uma empresa contratada pelo estado. A prefeitura fez sua parte, mas esse atraso provocou, além de uma grande descrença, uma enorme desmobilização em relação às cisternas, algo difícil de ser revertido e que coloca em risco a continuidade do projeto no município”, disse o Secretário.

Conforme o vice-prefeito Bebeto, “o atraso na execução das cisternas ainda permitiu o avanço de outros projetos conquistados pela prefeitura, cujo objetivo é levar abastecimento de água potável às comunidades rurais, a exemplo dos projetos que estão levando água a assentamentos do município por meio de redes de distribuição. Neste sentido, segundo as regras do projeto, as cisternas perderiam sua finalidade”, salientou.

O secretário Edson Borba concordou que a dinâmica do projeto não é a mais adequada para a realidade do nosso estado, o que frustrou todas as expectativas em relação ao ritmo e a mobilização das comunidades em relação à construção das cisternas, uma vez que esse projeto foi pensado e desenvolvido originalmente para atender a realidade do semiárido nordestino. No entanto, ele argumentou que está disposto e determinado a oferecer suporte ao município para assegurar a execução do projeto.

Diante do quadro de dificuldades e incertezas que permeiam a continuidade do projeto, ficou acertado que nos próximos dias deverá ocorrer nova reunião com a presença do prefeito Ildo Sallaberry para definir o futuro do projeto em nível de Herval.

O projeto cisternas é desenvolvido em parceria com o Ministério do Desenvolvimento Social (MDS) e tem como público alvo famílias de baixa renda residentes em áreas rurais dos municípios, atingidas pela estiagem e que não possuam acesso a nenhuma fonte de água potável.

Fonte: Blog do Toninho.
Por:Paulinho da Mídia, o javali do Herval.
O Dia da Terra foi criado pelo senador Norte Americano Gaylord Nelson, no dia 22 de Abril de 1970. Tem por finalidade criar uma consciência comum aos problemas da contaminação, conservação da biodiversidade e outras preocupações ambientais para proteger a Terra. História: A primeira manifestação teve lugar em 22 de abril de 1970. Foi iniciada pelo senador Gaylord Nelson, ativista ambiental, para a criação de uma agenda ambiental. Para esta manifestação participaram duas mil universidades, dez mil escolas primárias e secundárias e centenas de comunidades. A pressão social teve seus sucessos e o governos dos Estados Unidos criaram a Agencia de Proteção Ambiental (Environmental Protection Agency) e uma série de leis destinadas à proteção do meio ambiente. Em 1972 se celebrou a primeira conferência internacional sobre o meio ambiente: a Conferência de Estocolmo, cujo objetivo foi sensibilizar aos líderes mundiais sobre a magnitude dos problemas ambientais e que se instituíssem as políticas necessárias para erradicar-los. O Dia da Terra é uma festa que pertence ao povo e não está regulada por somente uma entidade ou organismo, tampouco está relacionado com reivindicações políticas, nacionais, religiosas ou ideológicas. O Dia da Terra refere-se à tomada de consciência dos recursos na naturais da Terra e seu manejo, à educação ambiental e à participação como cidadãos ambientalmente conscientes e responsáveis. No Dia da Terra todos estamos convidados a participar em atividades que promovam a saúde do nosso planeta, tanto a nível global como regional e local. "A Terra é nossa casa e a casa de todos os seres vivos. A Terra mesma está viva. Somos partes de um universo em evolução. Somos membros de uma comunidade de vida independente com uma magnífica diversidade de formas de vida e culturas. Nos sentimos humildes ante a beleza da Terra e compartilhamos uma reverência pela vida e as fontes do nosso ser..." Surgiu como um movimento universitário, o Dia da Terra se converteu em um importante acontecimento educativo e informativo. Os grupos ecologistas o utilizam como ocasião para avaliar os problemas do meio ambiente do planeta: a contaminação do ar, água e solos, a destruição de ecossistemas, centenas de milhares de plantas e espécies animais dizimadas, e o esgotamento de recursos não renováveis. Utiliza-se este dia também para insistir em soluções que permitam eliminar os efeitos negativos das atividades humanas. Estas soluções incluem a reciclagem de materiais manufaturados, preservação de recursos naturais como o petróleo e a energia, a proibição de utilizar produtos químicos danosos, o fim da destruição de habitats fundamentais como as florestas tropicais e a proteção de espécies ameaçadas. Por esta razão é o Dia da Terra. 4,54 bilhões de anos Terra, Idade.

segunda-feira, 21 de abril de 2014

(ARROIO GRANDE) FESTA DE REINAUGURAÇÃO DO BEIRA RIO.............



Ahhhh se os colorados de Herval fossem unidos.....
Por:Paulinho da Mídia, o Javali do Herval.

Abaixo assinado contra a VOZ DO BRASIL, nas rádios.

Para conseguir atrair a atenção dos deputados e dizer que queremos liberdade de escolha no rádio, a gente precisa se juntar e gritar contra a ditadura às 19h. A Voz do Brasil precisa ser flexibilizada!

Essa campanha é pra você, que todo dia desliga o rádio às 19h.

Entre para o movimento “A voz que eu quero ouvir” e grite pela sua liberdade de escolha:http://www.avozqueeuqueroouvir.com.br/ 

Foto: Conheça o Projeto de Lei que flexibiliza o horário de retransmissão do programa a “Voz do Brasil” http://goo.gl/xuDavC

Participe do abaixo-assinado e mostre que você também é a favor da flexibilização: http://www.avozqueeuqueroouvir.com.br 

Por que é importante convencer nossos deputados a aprovar a flexibilização do horário Porque é uma necessidade.

A Voz do Brasil foi criada em 1935. De lá para cá, o mundo mudou e a necessidade de informação aumentou. Hoje, às 19 horas, o brasileiro precisa saber como está o trânsito para voltar para casa, precisa ouvir músicas para descansar de um dia intenso de trabalho e precisa saber o que está acontecendo na sua cidade em tempo real. Isso passou a ser uma necessidade.da Voz Porque a hora é agora.

Com a aproximação da Copa do Mundo, surge mais uma necessidade, pois mais de 1/3 dos jogos acontece às 19 horas e o rádio não vai poder transmitir. Também não vai poder cumprir seu papel social de informar sobre o trânsito e as manifestações nas redondezas dos estádios. A flexibilização já foi aprovada no Senado, mas falta ser aprovada pela Câmara*, onde muitos deputados não enxergaram ainda os benefícios em flexibilizar o horário de transmissão do programa entre 19h e 22h.do Brasil?

Porque é bom para Voz do Brasil.
A flexibilização traz um novo impulso para a própria Voz do Brasil, que aumentaria sua exposição para novos horários, atingiria a mais público e chegaria às pessoas que não conseguem ouvir o programa às 19h – garantindo mais acesso a uma informação que é de interesse público. Tudo isso poderá aumentar sua audiência em até 13 pontos percentuais!**

Porque é bom para todos.
Primeiro para a população, garantindo a liberdade de escolha do ouvinte, que poderá escolher entre as 19hs e 22hs para escutar a Voz do Brasil. Em segundo lugar para o setor de comunicação,  ampliando-se o espaço para comunicadores, humoristas, artistas, jornalistas e uma infinidade de profissionais.  Concluindo, quem mais ganha é a sociedade brasileira.
*Clique aqui e conheça a versão final do Projeto de Lei
** Clique aqui e conheça a pesquisa Datafolha 
Por:Paulinho da Mídia, o Javali do Herval.




Fotos do Teatro (Encenação) da Morte e Ressurreição de Jesus Cristo.

Fotos do Grupo de teatro de Canguçu..... atividade de sexta-feira da Igreja Católica de Herval.... onde a secretária de Herval agradece e foi parceira...... Obrigado Padre João Joaquim JJ Dos Santos

(Chico dos Santos)

- Sexta-feira Santa o Java teve que viajar a noite para Arroio Grande e não pode comparecer neste emocionante evento religioso no centro do nosso Herval, mas com as fotos ´´que roubei`` e dei uma clareada,e agora publicadas aqui no blog, para quem não teve a oportunidade de ver, sentir o que aconteceu.
 A encenação aconteceu na frente da igreja matriz (Católica) , e uma procissão seguiu por algumas ruas do centro de Herval, emocionando a todos que assistiram  a encenação da morte e ressurreição do nosso senhor Jesus Cristo.
 

Fonte:Facebook
Por:Paulinho da Mídia, o Javali do Herval.