terça-feira, 19 de maio de 2015

Vice-prefeito Bebeto, integra comitiva para cobrar ações do Governo

                                                                    Redator(a): Nivea Bilhalva
A demora na homologação nos decretos de situação de emergência enviados ao governo estadual pelas prefeituras de municípios que estão sofrendo com a estiagem e a pouca ação efetiva para contornar o problema, por parte dos órgãos governamentais, motivaram a audiência na manhã do dia 6 de maio, em Porto Alegre, entre prefeitos da Associação dos Municípios da Zona Sul (Azonasul) e o chefe da Casa Civil, Márcio Biolchi. Lutando pelas demandas do município de Herval, esteve o vice-prefeito Luis Alberto Perdomo, que integrou a equipe de chefes do executivo.
O encontro, articulado pelo deputado estadual Zé Nunes (PT) discutiu a necessidade de suporte com horas máquinas, a prorrogação do prazo para o pagamento dos valores da semente do milho do Programa Troca-Troca, o perdão da dívida dos produtores que tiveram queda de 60% em sua produção, subsídio para diesel e a possibilidade de bolsa-estiagem.
Em resposta às reivindicações, Biolchi propôs a realização de audiência na Secretaria Nacional da Defesa Civil, em Brasília e afirmou que o governo está dando início à construção de procedimentos e iniciativas do no sentido de minimizar os problemas das famílias prejudicadas com a situação climática. “Precisamos que haja um esforço de todos os entes envolvidos, pois o Estado vai estudar as possibilidades, centralizando as demandas, e encaminhando ao setor responsável”, declarou.
Na avaliação do prefeito de Cerrito e representante da Associação dos Municípios da Zona Sul (Azonasul), José Flavio Vieira de Vieira, a reunião foi produtiva. “A articulação da bancada da Metade Sul na Assembleia foi fundamental para a que agilizássemos este encontro com o governo do Estado. Demonstram que independente do partido, a Zona Sul é o mais importante. Agora é trabalhar para levar para nossa região soluções que amenizem o sofrimento do nosso povo”, disse.
Também participaram da audiência o secretário de Obras, Saneamento e Habitação Gerson Burmann e o chefe da Defesa Civil, Coronel Martins.
Emergência – Até o momento, são 14 localidades com decreto de situação de emergência assinado. Destas, seis já tiveram decreto homologado. Com relação às demais, está sendo aguardada a complementação de dados no sistema.
Postagem: Paulinho da Mídia, o Javali do Herval.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

FAÇA PARTE DO BLOG, COMENTE, DÊ SUA OPINÃO.