terça-feira, 2 de junho de 2015

Gasolina a R$ 1,95 fez motoristas dormirem na fila em Pelotas


As 150 senhas entregues esgotaram em 30 minutos
Com o imposto, o litro da gasolina custa R$ 3,459 (Foto: )
Com o imposto, o litro da gasolina custa R$ 3,459
 (Foto: )
Teve gente garantindo gasolina até em galão (Foto: )
Teve gente garantindo gasolina até em galão
O estudante Fabrício Peres, 28, conseguiu dormir um pouco e achou muito boa a iniciativa (Foto: )
O estudante Fabrício Peres, 28, conseguiu dormir um pouco e achou muito boa a iniciativa
José Ricardo Neves, 42, aproveitou para levar o carro e a moto para abastecer (Foto: )
José Ricardo Neves, 42, aproveitou para levar o carro e a moto para abastecer
No Dia de Liberdade de Impostos, nesta terça-feira (2), muitos motoristas acordaram de madrugada para garantir uma das 150 senhas distribuídas pelo Posto SIM Modelo, em Pelotas. O estabelecimento aderiu à campanha e cobrou R$ 1,95 pelo litro do combustível, R$ 1,50 mais barato que o normal. Quem conseguiu senha pôde abastecer, no máximo, 20 litros, que garantiu uma economia de cerca de R$ 30,00.
Às 7h da manhã as senhas começaram a serem entregues. Em 30 minutos esgotou e uma grande fila se formou pela rua Gonçalves Chaves, contornando pela Doutor Amarante, terminando em frente à secretaria do Esporte Clube Pelotas. Neste horário haviam 72 veículos estacionados à espera do combustível mais barato. O abastecimento foi até as 11h30min.
A fila na rua Gonçalves Chaves começou ainda na segunda-feira. O aposentado Luís Antônio dos Santos, 65, chegou às 17h. "Fiquei sabendo da campanha às 16h e me preparei para vir para o posto, a diferença de preço é grande, mas não dormi aqui, só deixei o carro na fila." Teve gente garantindo o líquido até com galão.
Mas nem todos se animaram a deixarem seus carros. "Chegamos às 20h15min, dormimos aqui mesmo, ficamos vendo novela," afirmou a comerciaria Clarice Ribeiro, 42, que estava acompanhada do marido, o motorista José Ricardo Neves, 42. O casal aproveitou e também levou a moto para abastecer. O estudante Fabrício Peres, 28, conseguiu dormir um pouco e achou muito boa a iniciativa. "Vale a pena fazer o sacrifico de passar a noite fora, o preço normal é caro."
Motivação
A ideia desta ação surgiu de uma parceira entre sete empresas que reclamam da alta taxa de impostos que atinge o bolso do brasileiro, entre elas, o posto SIM, Sulpetro e o Instituto Liberdade. O gerente do posto SIM Modelo, Rafael Vicente, 33, ressaltou a importância de um evento como esse.." O brasileiro parou de trabalhar para o governo no dia 31 de maio."
Já o professor de economia da Universidade Católica de Pelotas (UCPel), Eliezer Timm, disse ser está a forma das pessoas mostrarem o seu descontentamento com os altos valores pagos todo mês. “Mas não tem como uma sociedade se manter sem impostos. O governo está tentando cortar gastos desnecessários, mas ainda não estão conseguindo."
Postagem: Paulinho da Mídia, o Javali do Herval

Nenhum comentário:

Postar um comentário

FAÇA PARTE DO BLOG, COMENTE, DÊ SUA OPINÃO.