sábado, 13 de fevereiro de 2016

VICE PREFEITO BEBETO,VIAJA PARA CONSEGUIR A CONCLUSÃO DAS NOVAS CASAS POPULARES DE HERVAL.


Na manhã desta sexta-feira passada, participamos de reunião na sede do Banco Cooperativo Sicredi, em Porto Alegre, com a meta de assegurar a retomada imediata da construção das unidades habitacionais do Programa Minha Casa, Minha Vida que foram paralisadas no final de dezembro pela empresa construtora, Cefas, com a alegação de que o cronograma estabelecido se tornou impossível de ser cumprido em razão do grande volume de chuvas registrado em Herval no final ano. Com isso, a empresa não atingiria os percentuais de execução das obras que foram fixados, não recebendo pelos serviços realizados no período e sendo obrigada a aportar recursos próprios para garantir o andamento das obras. Diante desse quadro, no final de 2015 a empresa tomou a posição de paralisar as obras.
Imediatamente, a prefeitura municipal deu início às tentativas para reverter a situação, sendo que no mês de janeiro o vice-prefeito Bebeto Perdomo e o secretário Toninho Veleda estiveram reunidos primeiramente com a empresa e logo após com os representantes do Sicredi no intuito de encontrar uma solução para esse impasse.
Na reunião de hoje, um dos proprietários da empresa Cefas presente no encontro, Daizom Stoquetti, argumentou que o prazo estabelecido pelo Ministério das Cidades para a conclusão das obras termina no final de março, não havendo mais tempo hábil para finalizar a construção das moradias dentro do prazo previsto, sendo que Herval é apenas um dos municípios em todo o país que registram problemas atualmente quanto ao andamento das obras do Minha Casa, Minha Vida.
Diante disso, ficou acertado que a prefeitura vai se somar ao esforço coletivo em conjunto com outros municípios que enfrentam o mesmo problema, pleiteando junto ao governo federal a prorrogação do prazo, o que permitiria a retomada e conclusão das obras. Ao mesmo tempo, a gestão municipal adotará as medidas necessárias para assegurar até o final de março o avanço dos investimentos na infraestrutura de acesso, mobilidade e de instalação das redes coletoras de esgoto no loteamento, os quais ficaram sob a sua responsabilidade. Caberá ainda a prefeitura a tarefa de pleitear junto a CEEE e Corsan a agilização da instalação dos serviços de energia elétrica e água para atender as casas a serem construídas.

Fonte: Face Bebeto.
Postagem: Paulinho da Mídia, o Javali do Herval.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

FAÇA PARTE DO BLOG, COMENTE, DÊ SUA OPINÃO.