terça-feira, 26 de abril de 2016

ESTAÇÃO BASÍLIO PEDE SOCORRO


 Minha esperança caiu por terra, pois o vice prefeito de Herval, Perdomo que dedicou parte de seu trabalho a Basílio, nos deixou, não teve tempo para completar o trabalho O inverno está aí e ainda"sobra madeira nos forros" do histórico prédio , vide o Livro a História do Herval e as que tenho catalogadas e fatos marcantes que ali ocorreram. Aberturas de Pinho de Riga, leste Europeu que aqui chegavam via Porto de R.Grande, obras iniciadas em 1881. Resta ainda conservada a escada que leva ao sobrado, local mais depreciado.A janela a fechei agora em janeiro, apos anos aberta apodrecendo . Exterior e interior .desabando. A gare do prédio ao lado que no passado foi o "Hotel do Gregolino" também precária, caindo, a calçada, carros ali estacionam estão a
abrindo, embora tenha até por vezes consertos internos, pois ali é o Posto Médico. Tenho alertado estes fatos, inclusive sugerindo uma "força tarefa" que em 10 dias amenizaria e evitaria a queda eminente do sobrado, ante a falta de telhas desde o vendaval de 2009 , que as doei, depositei lá, inclusive falta de zincos na gare, mãos francesas que a sustentam já sentindo o sol e a chuva, madeiras caindo lá de cima. Tudo fácil, basta boa vontade.Para muitos da Administração, tenho certeza, por ser a única voz, sou um "Don Quixote",

sonhando...
Por: José Eugênio Peres (Juca do Basílio)





Juca do Basílio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

FAÇA PARTE DO BLOG, COMENTE, DÊ SUA OPINÃO.