sexta-feira, 22 de julho de 2016

FUNDO DE PARTICIPAÇÃO DOS MUNICÍPIOS (FPM) DA ZONA SUL DO RIO GRANDE DO SUL, CAI NO PRIMEIRO SEMESTRE DE 2016 !! HERVAL DEIXOU DE RECEBER R$ 246.171,00 !!!!!

Por: Tânia Cabistany


Para o presidente da Azonasul e prefeito do Morro Redondo, Rui Brizolara, a preocupação é com o fechamento das contas


Os 23 municípios da Zona Sul deixaram de receber mais de R$ 10 milhões em repasses do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) no primeiro semestre deste ano. Pelotas e Rio Grande perderam mais de R$ 2,1 milhões cada.
De acordo com o presidente da Associação dos Municípios da Zona Sul (Azonasul) e segundo tesoureiro da Federação das Associações de Municípios do Rio Grande do Sul (Famurs), Rui Brizolara, a preocupação maior dos prefeitos é com o fechamento das contas, por ser encerramento de mandato.
A maioria das cidades concedeu 10,6% de reajuste salarial (relativos à inflação) ao funcionalismo e a queda na arrecadação aumenta o limite de gastos permitidos por lei com pessoal. A esperança está no recebimento da repatriação do FPM pelo governo federal, o que pode acontecer até o final do ano. “Essa verba pode ser a salvação dos municípios”, frisa Brizolara.

A previsão para 2017 não é nada animadora. Conforme o secretário de Gestão Administrativa e Financeira de Pelotas, José Francisco Cruz, quem entende de economia sabe que será um ano extremamente difícil, com orçamento e receita bastante limitados em razão dos problemas estruturais do Brasil e que não se resolvem entre dois e quatro meses. “É preciso de um a dois anos para acelerar a produção e transformar a arrecadação”, afirma.
Por pensar dessa forma, a prefeitura de Pelotas já trabalha na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) que, de acordo com o secretário, terá um critério conservador, exatamente pela previsão de um ano difícil pela frente. Cruz salienta que a desaceleração da produção industrial acarretou reflexos nos tributos de uma forma geral, como o Imposto de Renda (IR), Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), ICMS, IPVA e em menor escala, no ISSQN.
A repercussão disso tudo é a redução nos investimentos e Pelotas, segundo Cruz, se programou, fez o tema de casa, se reestruturou econômica e financeiramente, mas não escapou do reflexo provocado pela queda de arrecadação. “Embora estejamos investindo com recursos próprios em várias obras, o prefeito foi obrigado a fazer escolhas e renúncias”, assinala.

Fundo de Participação dos Municípios (FPM) - Zona Sul


Municípios                                            Queda ($)

Aceguá                                                   246.171,00
Amaral Ferrador                                  246.171,00
Arroio do Padre                                    246.171,00
Arroio Grande                                      492.341,00
Candiota                                                246.171,00
Canguçu                                                902.625,00
Capão do Leão                                     574.398,00
Cerrito                                                  246.171,00
Chuí                                                      246.171,00
Herval                                                   246.171,00
Jaguarão                                               574.398,00
Morro Redondo                                    246.171,00
Pedras Altas                                         246.171,00
Pedro Osório                                        246.171,00
Pelotas                                                2.167.660,00
Pinheiro Machado                               328.227,00
Piratini                                                  492.341,00
Rio Grande                                         2.167.660,00
Santa Vitória do Palmar                      656.455,00
Santana da Boa Vista                          246.171,00 
São José do Norte                                574.948,00
São Lourenço do Sul                           821.355,00
Turuçu                                                  246.171,00.


Postagem: Paulinho da Mídia, o Javali do Herval.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

FAÇA PARTE DO BLOG, COMENTE, DÊ SUA OPINÃO.