terça-feira, 2 de agosto de 2016

S.O.S VELHA ESTAÇÃO DO BASÍLIO.


 " Aí que me refiro " 2 .

Cumeeira externa em desabe, aberta expondo ao tempo parte interna.. Assoalho de madeira nobre resiste solitário o abandono. Nota-se a linha apodrecida em queda. Evidente que ela não cairá sozinha. Considerando que a frente também está destelhado desde 2009. Cobertura, telhas e madeiras caindo do alto rumo ao chão. Enquanto isso vão depenando o forro. " Inverno frio ". Ao cair, este sítio certamente servirá a "novas obras". As paredes de pé, um cenário tétrico.
 Por: Juca do Basílio.




Nenhum comentário:

Postar um comentário

FAÇA PARTE DO BLOG, COMENTE, DÊ SUA OPINÃO.